A ascensão do 5G no Brasil

O país conquistou o número de 209 municípios com legislação retificada para os pontos de transmissão, após três meses da inserção do 5G em Brasília, a primeira cidade do Brasil a receber a tecnologia.

Os dados foram retirados do Movimento Antene-se, que tem como companheiro entidades de diversas abrangências, como Associação Brasileira de Infraestrutura para Telecomunicações (Abrintel) e Confederação Nacional da Indústria (CNI).

17 de 27 capitais já contam com leis atualizadas para a instalação de antenas da quinta geração de internet móvel, mesmo que todas já disponibilizarem a frequência.

Pouco mais de 15 capitais do Brasil já estão com a tecnologia de redes 5G. Até 28 de outubro esta sexta-feira, todas as capitais de estados terão as redes acessíveis e, a partir de janeiro de 2023, a implantação das redes começará a ser feita de forma gradual nas demais cidades brasileiras, a começar pelas localidades com mais de 500 mil habitantes, como afirmou a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel).

Sabendo disso vale ressaltar que o 5g vai ampliar conexões de vários dispositivos à internet, facilitando a internet das coisas implementada em larga escala, reduzindo consumo de baterias, a principal causa do fácil esgotamento nas baterias é a instabilidade de conexões, como o 5G promete a estabilidade, a oscilação será baixa, logo o consumo de bateria será melhor, a baixa latência vai melhorar de forma gradual para o melhoramento de delas na voz ou na imagem de transmissões ao vivo.

A ascensão do 5G no Brasil Read More »