Tendências da Cibersegurança no mercado financeiro em 2024

A Federação Brasileira de Bancos (Febraban) lançou a terceira edição da campanha “Pare e Pense: Pode ser Golpe”, uma iniciativa crucial para conscientizar os clientes bancários sobre os riscos crescentes de ataques cibernéticos. Em um mundo onde a tecnologia avança, as organizações financeiras enfrentam desafios cada vez mais complexos em relação à segurança digital. Este artigo explora as tendências e desafios da cibersegurança no mercado financeiro em 2024, destacando a importância de medidas proativas para combater ameaças como phishing e ransomware.

O Crescente Perigo dos Ataques de Phishing: Um Jogo de Confiança Arriscado

O Crescente Perigo dos Ataques de Phishing: Um Jogo de Confiança Arriscado

O phishing, uma tática empregada por cibercriminosos, representa uma ameaça que explora a confiança dos usuários para obter informações úteis. Com características enganosas e camufladas, o phishing tornou-se uma arma perigosa nas mãos dos hackers.

 

O phishing busca iludir os usuários, levando-os a revelar informações privadas, como senhas, números de cartões de crédito ou dados pessoais. Suas características incluem:

E-mails ou Mensagens Falsas: Os hackers frequentemente criam e-mails ou mensagens que se assemelham a comunicações legítimas de instituições confiáveis, como bancos, empresas ou serviços online. A similaridade visual e textual busca enganar os usuários, induzindo-os a acreditar na comunicação.

 

Urgência e Ameaças Falsas: O phishing muitas vezes explora o senso de urgência, ameaçando os usuários com suspensão de contas, bloqueio de acesso ou outras consequências imediatas caso não ajam rapidamente. Essa pressão psicológica é projetada para impedir uma análise cuidadosa e promover a ação impulsiva.

 

Links e páginas falsas: Os hackers frequentemente inserem links para páginas falsas que imitam sites legítimos. Ao clicar nestes links, os usuários são redirecionados para páginas fraudulentas que capturam informações inseridas, sem que eles percebam.

 

Falsificação de identidade: O phishing muitas vezes envolve o uso de técnicas de spoofing, onde os hackers falsificam a identidade do remetente para parecer que a mensagem é de uma fonte confiável. Isso inclui o uso de logotipos, nomes de domínio e informações que se assemelham às legítimas.

 

Explorando a Confiança dos Usuários: O sucesso do phishing reside na exploração da confiança que os usuários depositam nas comunicações online. Os hackers jogam com a ideia de familiaridade e autoridade para induzir as vítimas a compartilhar informações relevantes. Ao se passarem por entidades confiáveis, os criminosos procuram criar uma ilusão de segurança, o que torna os usuários mais propensos a seguir as instruções específicas.

 

 A Necessidade de Conscientização Contínua e Educação: 

Diante do crescente perigo de phishing, a conscientização contínua e a educação tornam-se ferramentas cruciais na defesa contra esse tipo de ataque. É importante que os usuários tenham conhecimento das táticas dos hackers e saibam como identificar sinais de phishing, como:

  • Verificação do Remetente: Sempre verifique as ameaças dos remetentes, especialmente em e-mails ou mensagens que solicitem informações pessoais.
  • Atenção aos detalhes: Observe atentamente a gramática, o estilo de escrita e possíveis erros, pois muitos ataques de phishing apresentam linguagem envolvente.
  • Verificação de URLs: Antes de clicar em qualquer link, verifique a legitimidade da URL, especialmente se a mensagem indicar urgência ou ameaças.
  • Treino regular: Instituições e empresas oferecem treinamento regular aos seus colaboradores, ensinando-os a considerar e relatar tentativas de phishing.
 
 

A conscientização contínua e educação são os alicerces para fortalecer a resistência contra o phishing. Ao capacitar os usuários a identificar e evitar esses ataques, podemos construir uma barreira eficaz contra o perigo crescente dessas armas cibernéticas.

O Pesadelo do Ransomware: Uma Ameaça Grande ao Setor Financeiro

O ransomware, uma forma de ataque cibernético que se tornou um verdadeiro pesadelo para o setor financeiro, representa uma ameaça que pode paralisar operações e comprometer dados sensíveis. Entender o funcionamento desse tipo de ataque é crucial para desenvolver estratégias de prevenção.

 

O ransomware é um tipo de malware projetado para criptografar os arquivos do sistema ou bloquear o acesso a eles. Uma vez que os arquivos estão criptografados, os hackers pedem um resgate, geralmente em criptomoedas, em troca da chave descritiva. Esse método torna o ransomware uma ameaça dupla, pois não apenas prejudica a integridade dos dados, mas também exige um pagamento para sua recuperação.

 

Os ataques de ransomware muitas vezes começam com a infecção de um sistema por meio de e-mails phishing, sites comprometidos ou até mesmo através de vulnerabilidades não corrigidas em software. Uma vez dentro da rede, o malware se espalha rapidamente, criptografando arquivos e exibindo a demanda de resgate.

 

Estratégias de Prevenção:

  • Backups Regulares: Implementar backups regulares é uma estratégia fundamental. Ao manter atualizados os dados em locais isolados, as instituições financeiras podem recuperar suas operações rapidamente em caso de ataque. É essencial garantir que os backups não sejam acessíveis à rede principal para evitar criptografia simultânea.
  • Atualizações de Segurança: Manter sistemas e softwares atualizados é crucial para mitigar vulnerabilidades que os hackers exploram. As atualizações de segurança fornecem correções para brechas de segurança protegidas, dificultando a entrada do ransomware.
  • Conscientização e Treinamento: Investir em programas de conscientização e treinamento para colaboradores é uma linha de defesa importante. Descobrir a identificação de e-mails phishing e promover boas práticas de cibersegurança pode reduzir significativamente o risco de infecção por ransomware.
  • Utilização de Soluções de Segurança Avançadas: Adotar soluções avançadas de segurança, como firewalls robustos e softwares antivírus atualizados, pode bloquear a entrada de ransomware. O monitoramento contínuo da rede é essencia

Inovações Necessárias: A Inteligência Artificial na Segurança Financeira

A rápida evolução da Inteligência Artificial (IA) tornou-se uma peça fundamental na batalha contra as ameaças cibernéticas. No contexto do mercado financeiro, onde a proteção de dados sensíveis é primordial, a adoção dessas inovações é mais do que uma opção: é uma necessidade urgente.

 

À medida que os hackers aprimoram suas táticas, a capacidade de detecção de ameaças deve evoluir na mesma velocidade. A Inteligência Artificial oferece não apenas uma resposta rápida, mas também uma abordagem proativa na identificação de padrões suspeitos e na prevenção de ataques antes mesmo que ocorram.

 

Por que as Instituições Financeiras Devem Adotar Essas Inovações

  • Resposta em Tempo Real: A IA permite a análise instantânea de grandes conjuntos de dados, identificando comportamentos suspeitos em tempo real. Essa capacidade de resposta rápida é essencial para conter ameaças antes que causem danos significativos.
  • Aprendizado Contínuo: Os algoritmos de IA aprendem com cada interação, ajustando-se automaticamente às novas formas de ataques. Isso é especialmente crucial, considerando a natureza das ameaças cibernéticas.
  • Identificação de Padrões Complexos: A IA é capaz de identificar padrões complexos e inter-relações em grandes volumes de dados, algo que seria praticamente impossível de ser realizado por métodos atuais. Isso permite uma detecção mais eficiente de atividades suspeitas.

Soluções Fortinet e a Abordagem da Infoprotect

No cenário atual, as soluções Fortinet despontam como uma linha de defesa robusta contra ataques cibernéticos. Sua abordagem integrada oferece não apenas proteção contra phishing e ransomware, mas também uma resposta eficaz a ameaças em tempo real. É aqui que a Infoprotect entra em cena como fornecedora ideal dessas soluções. Nossa expertise e comprometimento com a segurança digital vão além de apenas fornecer as soluções, contamos com uma equipe de especialistas em segurança da informação 100% focados em garantir a conformidade dos seus dados.

 

Em um mercado financeiro que evolui mais a cada dia, investir em cibersegurança não é apenas uma escolha, mas uma necessidade. A responsabilidade recai não apenas sobre as instituições financeiras, mas também sobre os usuários, que devem adotar práticas seguras. A questão persiste: como podemos criar um ecossistema digital mais seguro? A resposta está na colaboração contínua, na adoção de tecnologias inovadoras e na vigilância constante contra possíveis ameaças. A mudança começa agora, e a Infoprotect está aqui para liderar essa jornada rumo a um futuro mais seguro.



fonte: https://www.securityreport.com.br/analise-destaca-tendencias-da-ciberseguranca-no-mercado-fianceiro-em-2024/

Tendências da Cibersegurança no mercado financeiro em 2024 Read More »