Setor da saúde corre risco de ataques cibernéticos

Um grupo cibernético chamado ‘Killnet’, nomeou Portugal como um dos alvos de seus ataques cibernéticos, em seu segundo apelo de recrutamento em menos de uma semana. Na semana passada, o grupo atacou os sites da Direção-Geral da Saúde e da Faculdade de Farmácia em Portugal. De acordo com o CEO da Visionware, o grupo Killnet tem lançado várias campanhas de recrutamento para ataques cibernéticos contra vários países ocidentais, supostamente em resposta a sua postura pró-Ucrânia, que inclui Portugal. O grupo é dito estar intimamente ligado ao estado russo e usa ações ultraviolentas dirigidas às infraestruturas críticas. O sucesso desses ataques é usado para promover o grupo e recrutar novos membros.

Como eles realizam os ataques?

Um ataque distribuído de negação de serviço é um tipo de ataque cibernético que usa vários sistemas para enviar solicitações de comunicação de rede para um alvo específico, sobrecarregando o servidor receptor com solicitações absurdas e deixando o sistema inacessível para os usuários normais. Os hackers costumam usar computadores infectados, conhecidos como “bots”, para enviar as solicitações

O CEO alerta que a guerra cibernética já existe e esses grupos de criminosos cibernéticos estão se tornando cada vez mais profissionais para executar essas ações em nome de um estado. Portanto, é provável que Portugal seja alvo de futuros ataques. É importante que medidas de segurança sejam tomadas para proteger as infraestruturas críticas do país contra esses tipos de ameaças.

Cada vez mais vemos noticias como essas pela internet, por isso devemos nos proteger mais e mais. Da mesma forma que os hackers estão se especializando em ataques cibernéticos, cada vez mais desenvolvem formas mais eficazes contras os ataques de hackers, você pode encontrar as formas mais seguras e os melhores softwares do mercado, FortinetBitDefenderKaspersky e soluções de segurança em cloud como backup ou serviço de SOC 24×7 Pentest.

Rolar para cima